O verão de 1967 trouxe quase 100 mil pessoas de todas as partes do mundo pra San Francisco. Os jovens viajaram para se juntar a uma comunidade de artistas, músicos, poetas, radicais e influenciaram o mundo através da música e da arte. Neste post conto quais são os principais músicos e os lugares que eternizaram o Summer of Love na cidade.

Artistas e lugares que eternizaram o Summer of Love

Summer of Love
Summer of love

Janis Joplin, a mulher pioneira do Rock

Janis Joplin sonhava em se tornar famosa fazendo o que mais amava: música. Sua vida foi curta e dramática, mas seu legado como a mulher pioneira do rock perdura até hoje. Você pode conhecer melhor sobre a trajetória da cantora vendo o documentário Janis Little Girl Blue ou passeando nos principais lugares que marcaram sua carreira na cidade.

Summer of Love
Janis Joplin

Lugares que marcaram a trajetória da Janis Joplin em San Francisco

Pub de Maggie McGarry – O local era conhecido por Coffee Gallery na época e foi onde a cantora Janis Joplin cantou para ganhar uns trocados e tentar mostrar seu trabalho pros caça talentos que viviam nas redondezas. Deu certo! A noite em que ela cantou uma capela marcou sua jornada como cantora solo!

Vesúvio Café – Atraído pelo movimento Beat e mais tarde pelo rock psicodélico, Joplin era apenas uma das artistas que gostava de sair e relaxar neste bar. Os coquetéis são originais e exóticos com nome dos famosos, que passaram por lá. Aliás, fique de olhos abertos, você nunca sabe quem pode atravessar as portas do Vesúvio! É um dos lugares favoritos pros artistas tomarem umas até hoje!

Avalon Ballroom – Foi neste palco da 1268 Sutter Street que Joplin fez sua primeira aparição com a banda Big Brother. A banda se tornou muito popular e eles tocaram durante vários anos. Você pode passear pelo exterior do edifício e absorver as lembranças da jornada da artista.

Summer of Love
A música nunca parou – Exposição no de Young Museum

Fillmore – Com uma série de barzinhos descolados foi na Fillmore que aconteceram vários concertos na década de 60. Em 1966, Joplin e Big Brother construíram sua base de fãs nestas redondezas. Lá você pode ouvir Joplin estourando as vocais até hoje 😀

Polo Fields no Golden Gate Park. Este foi um dos principais lugares em que os artistas se reuniam para curtir a natureza e escapar do ritmo frenético da cidade, o que chamavam na época de juntar as tribos. O evento Be-In Humano que aconteceu no parque em 14 de janeiro de 1967e captou a atenção de milhares de pessoas por reunir diversas bandas de rock que promoviam idéias da contracultura com a ajuda de drogas psicodélicas.

Summer of love em San Francisco

Janis foi vocalista do Big Brother e da Holding Company, bandas estabelecidas na Haight-Ashbury e embora muitas pessoas mostrem a casa que ela viveu no bairro -na 635 Ashbury Street, ela morou e passou grande parte da sua vida em North Beach, neste post falo sobre os lugares imperdíveis pra conhecer por lá:

As cinzas de Janie foram espalhadas ao longo da costa da Califórnia.

Jimi Hendrix, o guitarrista mais influente da história do rock

James Marshall popularmente chamado de Jimi Hendrix foi considerado como um dos guitarristas mais influentes na história da música popular. Sua carreira como cantor foi breve, de apenas quatro anos, mas ele foi um dos músicos mais celebrados do século XX. A Rock and Roll Hall of Fame menciona que Jimi foi  “indiscutivelmente o maior instrumentista da história do rock”!

Jimi Hendrix
Jimi Hendrix

Lugares que marcaram a trajetória de Jimi Hendrix em San Francisco

A casa de Jimi Hendrix. Jimi viveu na rua 1524A Haight St, na esquina de Haight e Ashbury – por alguns anos na década de 1960. Sua casa é popularmente chamada de Red House pois foi pintada de vermelho em homenagem a estrela do rock. O apartamento em si é uma residência privada agora, mas você pode admirar os murais que foram pintados nas paredes exteriores para comemorar o músico que virou uma lenda no bairro.

A esquina da Haight-Ashbury. Não dá pra ir na Haight-Ashbury sem parar na esquina das duas ruas mais famosas da época sem tirar uma foto, certo? Esta é uma atração local que não mudou ao longo das décadas, embora o Ben & Jerry’s na esquina seja relativamente novo.

Panhandle. Durante o Verão de Amor, este foi o local onde teve muitos concertos gratuitos incluindo Jefferson Airplane, Big Brother, Holding Company, Grateful Dead e, claro, Jimi Hendrix. O parque é um excelente lugar pra um passeio relax no bairro.

Hippie Hill. Esta é outra parte de Golden Gate Park que foi importante ldurante o verão de amor. A melhor época para visitar é 20 de abril, durante a festa de 4:20 do parque todos os anos, este é o horário que os artistas se reuniam pra fumar um! Hippie Hill é um lugar tranquilo para relaxar e voltar nos dias do verão.

Haight – onde tudo pode

Psychedelic History Museum. O Herb’n Inn é um bed and breakfast local onde está o Psychedelic History Museum. Lá você pode descobrir mais sobre como Jimi Hendrix, Janis Joplin, o Grateful Dead e outros músicos dos anos 60 deram forma ao bairro. Os proprietários da pousada fazem também um tour conhecido como Flower Power Walking Tour, que permite que os visitantes conheçam os marcos locais do Summer of Love.

Red Vitorian. Este é um dos poucos lugares de Haight-Ashbury da década de 1960 que ainda está aberto. Construído em 1904, este era o lugar onde os hippies se juntaram para dormir, planejar protestos, discutir idéias. Agora é chamado o Red Victorian, e continua com o mesmo espírito. Hoje é um espaço de co-linvinf e oferece refeições e atividades compartilhadas entre os hóspedes.

Qualquer tour para conhecer o verão do amor, não faz sentido sem passar por onde tudo começou, nós contamos com delhalhes sobre o local aqui:

Grateful Dead, a banda que marcou o Summer of Love

The Grateful Dead foi a banda de rock americana formada por Jerry Garcia, Phil Lesh, Bob Weir, Bill Kreutzmann, e Ron “Pigpen” McKernanem. Conhecida pelo seu estilo eclético com elementos do rock psychedelico e folk, a banda vendeu mais de 35 milhões de álbuns em todo o mundo. Os admiradores mais fanáticos ficaram conhecidos como“deadheads” e os objetos pessoais de um dos principais integrantes, Jerry Garcia, chegaram a arrecadar mais de um milhão de dólares em leilões em 2007. Os membros estão todos no Rock and Roll Hall of Fame!

Summer of Love
Grateful Dead – Exposição no de Young Museum

Lugares que marcaram a trajetória de Grateful Dead em San Francisco

A casa do Grateful Dead. Os músicos do Grateful Dead viveram na casa vitoriana roxa localizada na 710 Ashbury St. de 1966 a 1968. Originalmente o lugar era uma pensão e depois da fama virou a casa da banda. Muitos festivais de música aconteceram ali em frente e hoje a casa ainda é um dos pontos turísticos mais conhecidos do bairro hippie.

McLaren Park. Cerca de 20 minutos ao sul de Haight-Ashbury, foi onde Jerry Garcia cresceu. No meio deste parque tem inclusive o Jerry Garcia Anfiteatro, que é um lugar ar livre onde tinha concertos. É também onde celebra-se o Jerry Day em agosto. Este ano, no dia 6 de agosto terá performances de bandas em tributo ao Jerry 😀

Presidio – Fãs do Grateful Dead sabem que Jerry Garcia passou nove meses no parque que era uma área militar enquanto estava no Exército dos EUA.

City Lights. A City Lights se tornou referência em edições de autores da contracultura de várias áreas e também nas primeiras traduções de livros para o inglês. Phil Lesh menciona que frequentou a City Lights muitas vezes quando era adolescente e antes mesmo do movimento hippie explodir em San Francisco.

Conto em detalhes sobre a livraria  e o escritor da geração Beat Jack Kerouac neste post:

City Lights, a livraria mais famosa de San Francisco.

Festival de Monterey em 1967 – Museu da cultura POP em Seatlle

Estou louca pra voltar no tempo passando pelos lugares preferidos destes artistas. E você, preparado pro verão do amor?

Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.