HomeTurismoCaribeFamily trip: 12 dicas para fazer um cruzeiro em família

Family trip: 12 dicas para fazer um cruzeiro em família

-

Você já sonhou em fazer uma viagem internacional com a família inteira? Morando fora há alguns anos, um dos sonhos de viagem era não só ir conhecer um destino novo, mas levar a família inteira comigo. E pensando em como reunir todo mundo, para que todos pudessem aproveitar ao máximo as férias  sem sobrecarregar a mãe que fica na função de agradar todo mundo, a decisão foi unânime, vamos fazer um cruzeiro! Desde comprar a cabine ideal, até planejar os voos e o que não poderia faltar na mala, neste post reunimos as informações privilegiadas com 12 dicas para uma viagem de cruzeiro inesquecível.

Tudo que você precisa saber para planejar um cruzeiro em família

Viagem de cruzeiro em familia
Viagem de cruzeiro em familia

1. Compre seu voo com 1 dia antes e um dia depois das datas do cruzeiro

Você vai encontrar cruzeiros saindo todos os dias da semana, mas a data de saída do seu navio é fixa e se por acaso seu voo atrasar, vai comprometer toda sua viagem. No aeroporto vimos muitos transfers das companhias de cruzeiro que pegam o pessoal logo ao sair do voo e levam direto para o porto. Pode ser feito desta forma? Sim, mas precisa? Para evitar contratempos a dica é que você chegue pelo menos 1 ou 2 dias antes do voo, assim, caso seja preciso remarcar o voo terá tempo de sobra.

Como fizemos? Como optamos por sair do porto de Miami, no sábado. Eu e o marido voamos de San Francisco para Miami na quarta, e meus pais, meu irmão e minha cunhada voaram do Brasil, saindo na quinta-feira. A ideia era que a gente se encontrasse em Miami e tivesse ao menos um dia para todo mundo descansar. Caso o voo atrasasse, eles ainda poderiam remarcar na sexta e aí sim, teriam que ir do aeroporto para o porto. Como os check ins dos hotéis geralmente iniciam entre 3-4 da tarde, nós optamos por um AirbNb e por isso viemos ainda um dia antes do restante da família, assim, eles chegaram cansados e ao invés de aguardar com as malas por mais de meio dia, puderam ir direto para cama e relaxar. Deu tempo até de dar uma voltinha por Miami. Fica a dica, marque seu voo pelo menos um  dia antes e um dia depois da viagem. 

2. Faça o check in com bastante antecedência

Você será notificado por e-mail quando o check in estiver disponível. Para evitar aquela muvuca onde todo mundo chega ao mesmo tempo no porto, os hóspedes podem escolher o horário em que desejam entrar no navio. O check in geralmente inicia às 10 da manhã e vai até 4 da tarde, com grupos chegando a cada meia hora. Se você deseja entrar cedo e aproveitar o máximo possível sua viagem, fique atento às notificações e agende sua chegada nos primeiros horários disponíveis (eles lotam rapidinho)! Todos os documentos necessários são solicitados com antecedência pelo aplicativo e ao chegar no porto é feito somente uma conferência. O processo é rapidinho e se você estiver em grupo, uma pessoa pode se responsabilizar por todos, incluindo todo mundo na mesma reserva. 

Como fizemos? Como meus pais não falam inglês, eu fiquei responsável pelo check in e adicionei todo mundo sobre a minha reserva. Nós éramos 6 adultos em 3 cabines. Ao fazer o check in eu consegui com que os quartos fossem próximos e ao reservar shows, por exemplo, era possível incluir todo o meu grupo na reserva. O mesmo vale para as mesas, se o check in for feito em grupo, automaticamente o horário para o jantar e a mesa serão os mesmos. 

3. Tente um upgrade para uma cabine superior

Ao comprar as tarifas com valor promocional, se você não optar por pagar extra para escolher o quarto, sua cabine é alocada no momento do check in. Para garantir que as pessoas fiquem próximas no caso de famílias ou grupos, a solução imediata, então, é sempre pagar mais para ter certeza que todos vão ficar próximos.. O processo é semelhante ao escolher o assento do avião. 

Como fizemos? Nós não pagamos extra para escolher a cabine no momento da compra, e tivemos que ligar para o agente de viagens para pedir um help. Ele conseguiu nos ajudar, mas isso não acontece se você fizer tudo por  conta própria. Baixando o app, você tem uma planta do navio e segundo nosso agente que nos ajudou com a escolha das cabines, o melhor é ficar em um andar alto e no meio que é onde você sente menos o navio balançar.. Ficamos no nono andar e foi excelente! Esta também é a hora de pleitear um upgrade, eu e o marido que coincidentemente estávamos de aniversário de casamento  fizemos questão de destacar esta informação, e conseguimos um upgrade para uma cabine com varanda no último minuto.

4. Leve uma bagagem de mão para as primeiras horas do cruzeiro

Ao fazer check in você deve despachar sua mala que vai estar disponível no seu quarto mais tarde. O ideal é levar uma mochila com os itens que você possa precisar de imediato sem se preocupar com um possível atraso das malas. Protetor, roupa de banho, chapéu, chinelo, podem ser uma boa pedida para quem quiser aproveitar a piscina enquanto aguarda o quarto ser liberado. Lembre-se que no mesmo dia que você entrar no navio, os hóspedes do cruzeiro anterior, estarão indo embora. Então, por mais que a tripulação tente organizar tudo o mais breve possível para sua chegada, o horário que as cabines ficam disponíveis, assim como o tempo da bagagem chegar até seu quarto podem variar de algumas horas até meio dia. Tudo depende do andar, do número de funcionários e da localização da cabine. Por isso é essencial ter uma mochila com as coisas que você possa precisar em mãos. 

Como fizemos? Ao arrumar a mala da viagem, já sugeri que todos tivessem uma mochila com uma muda de roupa extra e trajes de banho. Nosso quarto foi liberado às 2 da tarde e como nós estávamos apenas com uma mochila pequena cada um, conseguimos aproveitar este meio tempo para almoçar com tranquilidade e curtir uma piscina. Eu vi muita gente entrando com uma carry-on com coisas para um dia inteiro, mas vou dizer que achei um exagero. Quem tinha mala, acabou aguardando no corredor com a tralha toda, não tem necessidade, não é mesmo?

5. Programe as excursōes de cada porto

As excursões oferecidas pelo navio, embora sejam mais caras, são ideais para quem não quer se preocupar com o planejamento da viagem durante as escalas no porto. Além de ter uma programação pré-definida, as empresas que trabalham para o cruzeiro, vão garantir que todos os passageiros  estejam a bordo no horário combinado. E se por alguma eventualidade a sua excursão atrasar, este é o único jeito de garantir que o navio vai esperar por você! Para quem escolheu o cruzeiro baseado nos pontos de parada, com certeza vale fazer uma pesquisa sobre quais serão os portos de escala e o que tem para fazer em cada um deles, considerando o período disponível em cada cidade. Muita gente prefere desembarcar de forma independente e curtir a cidade do seu jeito, mas você não quer ser um daqueles que perdem a noção do tempo e da distância e acabam acenando para o navio em alto mar, não é mesmo?  Saiba que se isso acontecer, você terá que ir para o próximo porto de escala por conta própria.

Como fizemos? Nós pesquisamos no site de Turismo Oficial de cada destino, o que fazer e quais empresas ofereciam melhores excursões saindo do porto. Em um dos destinos pegamos um guia particular, que nos acompanhou durante o dia explicando todos os detalhes do local. Ao invés de conhecermos um lugar específico, conseguimos dar a volta completa na ilha. A excursão foi quase o mesmo preço mas o serviço foi bem mais personalizado, já que ao invés de um ônibus com quase 40 passageiros, a guia nos levou em uma van atendo somente a minha família. No porto seguinte, não tínhamos nada reservado e o programa foi bem básico. Com exceção de ilhas como Cococay, onde tudo é incluso e programado pela companhia de cruzeiro, eu super recomendo que você customize sua programação no porto de chegada para aproveitar ao máximo cada um dos destinos da viagem. Independente da sua escolha, fique de olho no relógio e não subestime os engarrafamentos. Certifique-se de voltar ao navio pelo menos 30 minutos antes do embarque.

E lembre-se que ver o pôr do sol com o navio deixando o porto, é uma das melhores partes de qualquer viagem. 

Leia também:

6. Seja gentil com a tripulação

A melhor parte de fazer um cruzeiro é ter alguém te servindo o tempo inteiro. Da camareira a garçonete, até a pessoa que te entrega a toalha na beira da piscina ou que atende na lojinha da praça. Você vai ver como é bom ter alguém com um sorriso no rosto te estendo a mão o dia todo. Para garantir um tratamento VIP, seja sempre educado e gentil com a tripulação. Claro que você tem todo o direito de reclamar se algo não estiver do seu agrado, mas lembre-se que se a pessoa que limpa seu quarto e ou atende sua mesa for tratada com carinho, ela pode tornar sua viagem ainda mais especial. 

Como fizemos? Como estávamos celebrando 12 anos de casados, meu marido perguntou para a atendente do nosso quarto se era possível fazer algo especial. Ao pesquisar o valor que as pessoas geralmente dão por dia de gorjeta por um bom serviço, vimos que era comum o pessoal adiantar uns trocados em casos como este. Foi o que ele fez! No dia, o quarto estava todo decorado e ela sempre ficou atenta a detalhes como…precisa de gelo? Vou deixar mais copos aqui caso sua família queira se reunir para um brinde. Valeu a pena! Quanto melhor for sua relação com as pessoas que te atendem, mais incrível sua experiência promete ser.

7. Esqueça a internet por alguns dias

Todos os depoimentos que lemos sobre cruzeiros, tinham uma opinião unânime: a internet dos navios é cara e ruim. Nem pense em ir trabalhar do navio, aproveite seus dias para tirar férias! Os navios precisam usar sistemas de satélite para internet, o que faz com que o serviço seja escasso e com um valor elevado. Os passes diários custam em média $ 25 por dispositivo, por dia e alguns navios oferecem internet que variam de 0.50 a $1 o minuto. Embora seja tecnologicamente possível transmitir um filme da Netflix na cabine, garanto que este não será o melhor uso de seu tempo e dinheiro.

Como fizemos? Quando fizemos nosso cruzeiro, todos os hóspedes tinham acesso ao aplicativo com toda programação da viagem. Além de poder acompanhar as atividades do dia, de hora em hora, e até montar uma agenda com o que não poderia ficar de fora, uma das coisas que mais usamos foi o chat. O chat funcionava semelhante a um WhatsApp, onde você poderia adicionar todas as pessoas do seu grupo e trocar mensagens offline. Assim, mesmo não tendo acesso a internet, a gente conseguia se comunicar para se encontrar dentro do navio. 

– Mãe, vamos almoçar 13:30, nos encontramos no lobby do restaurante XX, blz? 

– Ok, filha, estaremos lá.

Todo mundo desconectou do trabalho e a gente só dava uma espiada no celular, quando parávamos em algum porto e encontrávamos um wi-fi liberado. Se você não pode ficar sem internet por alguns dias, verifique os pacotes e garanta seu acesso de forma estratégica.

8. Use o serviço de quarto

Como se não bastasse os buffets incríveis e a variedade de restaurantes incluídos no seu pacote, você poderá usufruir também do serviço de quarto. Ao contrário de um hotel, que muita gente acaba evitando o café na cama porque estas regalias geralmente são caras, no cruzeiro você pode pedir o que quiser, quando quiser. Claro que você quiser um cheeseburger às 3 da manhã, pode ter um custo extra, mas as demais refeições podem ser solicitadas no conforto da sua cabine a qualquer momento. Você pode tanto fazer a sua solicitação no no menu disponível no quarto e deixar na porta até às duas da manhã para receber no horário programado no dia seguinte, como pode pedir pelo menu da TV. Chique e simples assim!

Como fizemos? Como eu e o marido adoramos um cafézinho, aproveitamos que nossa cabine tinha uma varanda pro Central Park para degustar um breakfast sem pressa. A ideia era ter um momentinho do casal, com coisinhas bem leve! Depois a gente encontrava o resto da família para um café caprichado em um dos buffets e restaurantes do cruzeiro. Que acreditem, faltou dias na viagem para provarmos todos eles. Não tem custo algum para que a bandeja de café seja entregue no seu quarto e você pode pedir quantos itens quiser por pessoa. Suco, torrada, frutas, geléia, chá. É uma delícia!

9. Reserve um show para cada dia

A programação de shows a bordo, são a cereja do bolo de qualquer navio de cruzeiro e prometem encantar públicos de todas as idades. As performances de classe mundial contam com desfile de rua na praça, apresentação de patinadores no gelo, acrobatas na água, músicos no parque, bandas na piscina, musical…enfim, tudo que você pode imaginar para te ajudar a criar memórias inesquecíveis em alto mar. Os espetáculos geralmente acontecem 2x ao dia e duas vezes por semana e a programação é realizada de tal forma, que você pode aproveitar tudo, mas provavelmente não vai conseguir repetir nada. 

Como fizemos? Os principais shows e espetáculos são disponibilizados para reserva no aplicativo algumas semanas antes da viagem. Como eu era responsável pela reserva, escolhi os espetáculos sempre depois do jantar e a família toda ia junto, todos os dias. Teve gente que dormiu em um ou outro, mas todo mundo ficou fascinado com as apresentações. Se você fizer a reserva duplicada por algum motivo, o sistema dá um alerta para garantir que todos possam aproveitar. E dependendo do dia, pode ter conflito entre uma festa bacana e um show, então você pode ter que abrir mão de uma atividade ou outra para dar conta de tudo.

10. Participe de todas as atividades que puder

A parte mais bacana de um cruzeiro em família é que tem atrações para agradar todo mundo. Não importa a idade ou o nível de disposição, sempre tem algo pra fazer. A maioria das atividades é free, algumas – geralmente quando tem degustação ou envolvem prêmios tem um custo extra – que é bem acessível. E acredite, suas chances de ganhar sorteios dos workshops são grandes. Eu e o marido, por exemplo, fizemos uma degustação chamada Tasting do Caribe, foi bem legal não só para conhecer outros casais, como também para entender mais sobre o coquetel preferido em diferentes destinos Caribenhos. De tobogã a tirolesa, hidroginástica a esqui no gelo, a gente fez tudo que tinha direito. 

Como fizemos? Todos os webinars e palestras que fomos estava vazio, um deles era sobre cuidados com o cabelo e minha mãe ganhou o sorteio de um corte e escova. Estava eu, minha cunhada, minha mãe, e mais uma senhora, então nossas chances eram melhores que a da Mega Sena  Se você tiver em dúvida se deve ou não fazer algo, melhor se arrepender do que não tentar, não é mesmo? Meu pai foi até no carrossel.

11. Assine as apólices com antecedência

Se você tem interesse nas atividades mais radicais, como tirolesa, surfe, esqui no gelo, certifique-se de checar as informações na TV e assinar as apólices com antecedência. Como você pode imaginar, o cruzeiro quer se isentar de qualquer problema que você possa ter durante uma destas atividades, então preencher a apólice é praticamente um requisito antes de uma destas aventuras. A apólice é praticamente um termo que indica que você está ciente dos riscos e cobertura em caso de emergência. Se você deixar para última hora, é provável que tenha que entrar na fila e precise assinar tudo com pressa. 

Como fizemos? Nós aproveitamos aquele momento relax no primeiro dia, enquanto estávamos nos familiarizando com o quarto, para checar tudo que estava disponível na TV (Hoje os hóspedes não recebem mais panfletos, todas as informações estão na TV. Aí aproveitamos também para ler e assinar tudo com calma. Assim evitamos as filas. Na TV você pode também acessar o extrato da sua conta para controlar o orçamento.

12. Evite atendimento médico, mas tenha seu seguro

As apólices de seguro do navio geralmente cobrem apenas as coisas mais básicas, como cruzeiros cancelados ou extravio de bagagem. Mas qualquer coisa relacionada à sua saúde ou outros problemas de viagem não serão cobertos. Se você tiver uma dor de cabeça por exemplo, muitos itens médicos estão disponíveis gratuitamente na área de atendimento ao cliente, MAS, só procure atendimento médico se realmente for necessário. Meu pai, por exemplo,  teve um imprevisto com a pressão, e descobrimos somente na hora que mesmo o nosso seguro viagem não iria cobrir nada que fosse mais sério durante o cruzeiro. Embora os cruzeiros sejam obrigados a ter um médico certificado no navio, para obter cuidados médicos a bordo, os médicos cobram por hora – geralmente cerca de $100 por hora – mais taxas por quaisquer serviços ou suprimentos extras. Então as contas médicas de navios de cruzeiro podem chegar a milhares de dólares, caso o paciente precise ser retirado de helicóptero, por exemplo. 

Dica: Leia com atenção os asteriscos no rodapé antes da sua trip. Dependendo das suas condições, saiba que nunca é uma má ideia comprar um seguro separado Acidentes em atividades de risco mencionadas acima, também não estão cobertas. Portanto, se divirta, mas se cuide!

Fim do cruzeiro
Fim do cruzeiro

Te desejo uma viagem inesquecível.

Waldana
Waldana
Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.

Leia Também

A lagoa luminosa na Jamaica

A experiência de nadar em uma lagoa luminosa da Jamaica

0
Saiba como fazer o passeio do seu hotel até a Marina Glistening Waters, para ter a experiência de nadar em uma lagoa luminosa da Jamaica.
Ilha dos Flamingos em Aruba

Tudo que você precisa saber para visitar a ilha dos flamingos...

0
Planejando uma viagem para Aruba? Neste post vou te contar tudo o que você precisa saber para visitar a famosa ilha dos Flamingos em Aruba.
Skydiving em Dubai - em cima da ilha The Palm

Skydive em Dubai, a experiência de saltar em cima do cartão...

0
Eu pulei de um avião e tenho a foto mais linda da vida! Saiba como é a experiência de fazer Skydive em Dubai.