HomeTurismoCalifórniaViagem de carro de San Francisco para o Death Valley

Viagem de carro de San Francisco para o Death Valley

-

O Death Valley é um parque Nacional que fica localizado no Deserto de Mojave, na Califórnia. Muitas pessoas visitam o parque saindo de Vegas, mas nossa aventura começou em San Francisco. Hoje compartilho com vocês a experiência de conhecer o deserto e sentir na pele como é estar em uma das regiões mais quentes do planeta.

Roteiro de 2 dias no Death Valley

Death Valley sempre foi um destinos que eu quis conhecer, ficava imaginando aquelas estradas imensas com as pedras lá no fundão e as dunas de areia que parecem não ter fim. Esta é a lembrança que tenho do parque, uma paisagem incrível, diferente de tudo que já tínhamos visto antes.

Death Valley
Death Valley

Eu fiz uma pesquisa e tinha um mini roteiro antes da viagem, mas confesso que não fazia ideia que o parque era tão imenso.

De San Francisco para o Death Valley de carro

A viagem de San Francisco até Death Valley é de aproximadamente 8 horas. Nós viajamos com um casal de amigos, saindo de San Francisco num feriado prolongado que juntando com o final de semana, deu 4 dias! Saímos na sexta no fim da tarde e ficamos a primeira noite em um hotel na metade do caminho, na cidade de Bakersfield. Deu pra dar uma boa adiantada no trajeto. Acordamos no sábado cedinho e foram mais 3 horas de estrada pra chegar no parque.

Death Valley
Entrada do parque

Na estrada o cenário vai mudando aos poucos, vão diminuindo as casas, os postos de gasolina ficam mais distantes.

Death Valley
Deserto de Mojave a caminho do Death Valley

Quanto mais a gente se aproximava, mais a paisagem entrava no clima de deserto.

Death Valley
Dearth Valley

Ao contrário de outros parques nacionais, no Death Valley, não existe uma uma cabine para pagar a entrada. Você deve pagar no Visitor Center, que é em Furnace Creek. Então você entra, vai visitando as atrações e só quando chega lá faz o pagamento em uma das máquinas. Custa $25 por carro para visitar o parque durante 7 dias!

Nossa experiência no Death Valley

Nós entramos pelo parque na entrada Oeste, no caminho de Ridgecrest e dependendo de onde você entrar a sequencia das atrações e paisagens serão diferentes de alguém que vem via Las Vegas por exemplo, parece meio óbvia esta informação, mas vale verificar quais são os lugares que você quer conhecer pra programar seu roteiro, principalmente se você tiver pouco tempo. Pois como disse, o parque é imenso e não tem como ver tudo, a não ser que você possa passar diversos dias por lá. Confira as direções pra planejar sua visita ao Death Valley.

Death Valley
Death Valley – Hwy 190

O Death Valley é cortado por uma rodovia principal, a 190, e têm várias atrações próximas, o que acontece é que elas ficam bem distante umas das outras e pra conhecer o parque de verdade, na maioria dos lugares você precisa estacionar e andar algumas milhas. Se você prefire ir em menos lugares mas curtir melhor cada um deles, saiba que em um fim de semana dá pra ter um gostinho, mas é impossível de ver tudo! Veja o que tem de melhor pra conhecer por lá e como foi nossa experiência.

Principais lugares para conhecer no Death Valley

Mesquite Flat Sand Dunes

A primeira parada foi a típica cena de deserto, aquela imensidão de areia.

Death Valley
Mesquite Dunes

Este é o maior campo de dunas do Death Valley e inclui três tipos delas: a crescente, linear e em forma de estrela.

Death Valley
Death Valley – Mesquite Flat Sand Dunes

A sensação de andar por lá é que está pegando fogo no chão, porque dá pra sentir o calor subindo nas pernas! O Death Valley é considerado o lugar mais quente do mundo, já chegou a fazer 54C por lá em 1913. Neste dia pegamos mais de 40!

Harmony Borax Works

Harmony Borax Works foi o primeiro lugar a ganhar vida no Vale da Morte e foi colocado no Registro Nacional de Lugares Históricos.

Death Valley
Death Valley

Neste cantinho do Vale da Morte foi onde aconteceu uma das primeiras operações de mineração bem-sucedidas, com a extração do bórax, um sal mineral que possui muitas utilizações industriais e domésticas. O moinho não era famoso pelos depósitos de minério, mas pelos vagões usados ​​para transportar o bórax parcialmente refinado.

Harmony Borax Works
Harmony Borax Works – Death Valley

Uma campanha publicitária memorável usou a imagem dos vagões para promover o sabão Boraxo da empresa em programas de rádio e televisão e fez todo mundo voltar os olhos pro Death Valley. A operação tornou-se popular mostrando grandes equipes de mula e os vagões transportando  bórax na rota do Mojave. Imagina estes vagões e as mulas percorrendo toda esta estradinha sem asfalto?

Harmony Borax Works – Death Valley

O caminho pavimentado de 0,4 km fazem as pessoas voltar no tempo. A escassez de água, combustível e as dificuldades de transporte tornaram economicamente impossível a extração dos minérios. Mas até hoje você pode visitar  estrutura Harmony Borax Works que foi ativa de 1883 a 1888, empregando 40 homens que produziam três toneladas de bórax diariamente.

Death Valley
Harmony Borax Works

Furnace Creek Visitor Center

Furnace Creek é o visitor center oficial do parque, onde você pode utilizar os banheiros, comprar sua lembrancinha, aprender mais sobre os lugares para visitar, ver as exposições do museu, e fazer perguntas pros rangers e fazer o pagamento da entrada, lembra?

Death Valley
Furnace Creek

Devil’s Golf Course

O Devil’s Golf Course, que traduzindo é o campo de golfe do capeta, é uma área imensa de sal que forma torres irregulares com a ação do vento e da chuva. A piada é que “só o diabo poderia jogar golfe num lugar destes”.

Death Valley
Devil’s Golf Course -Death Valley

Badwater Basin

O Badwater, ou água ruim, é o ponto mais baixo dos Estados Unidos. Fica a 282 pés ou 86 metros abaixo do nível do mar. E sim, eu estive lá 😀

Death Valley
Badwater – Death Valley

Recebeu este nome pois era um enorme terreno branco, com pequenas poças de água salgada, que criavam ilusão de ótica nos viajantes que passavam debaixo do sol escaldante do deserto em busca de algo pra beber.

Death Valley
Badwater

Esta é a atração mais famosa do Death Valley.

Death Valley
Badwater Basin

Lá você pode caminhar pelos campos salgados e de longe consegue ver a placa indicando a altura do nível do mar no alto do morro. Ok, dei uma forcinha pra você encontrar a marca 😛

Sea Level
Nível do mar na Bad water

Nós ainda demos uma super sorte de encontrar o local com pequenas lagoas de água onde as pessoas chegavam no lombo das mulas no deserto.Não é em qualquer época do ano, que você vê o local desta forma! O termo Bad water, é porque a água era salgada e depois de andar horas no sol de rachar, quando as pessoas conseguiam chegar, não podiam beber porque ficavam totalmente desidratadas, por isso, bad water, ou água ruim!

Death Valley
Lagoas no Bad Water Basin

Todo mundo quer ter uma foto por lá então é o tipo de lugar que sempre está cheio de turistas.

Death Valley
Bad Water

Artist’s Drive e Artist Palette

A Astist’s Drive é uma rota cênica cercada por colinas vulcânicas e sedimentares. A estrada é lindíssima, prepare a câmera.

Death Valley
Super foto de deserto

A estrada é de 14km e só veículos com menos de 7 metros podem passar por lá.

Death Valley
Estacionamento da Artist Drive

A atração principal nesta estrada é conhecida por Artist Palette, que traduzindo é a paleta do artista. Você precisa estacionar e dar uma caminhadinha pra ter a vista panorâmica das montanhas! O nome de paleta do artista é porque a própria natureza faz as montanhas ficarem coloridas e mudar de cor ao longo do dia. As cores que você vai ver por lá vai depender muito da estação, do tempo, do horário do dia.

Death Valley
Paleta do artista

Natural Bridge

Voltando na Badwater Road, em direção à estrada 190, tem uma trilha de 1,6 km de nível fácil onde tem uma ponte natural formada pela própria rocha, a natural bridge.

Zabriskie Point

Este é o local mais famoso pra ver o pôr e o nascer do sol. No Zabrisque Point tem um mirante e os visitantes podem simplesmente tirar fotos por ali ou iniciar a caminhada em torno do Badlands Loop.

Death Valley
Foto panorâmica no Death Valley

20 Mule Team Canyon

Esta é uma estrada, de 4 km que passam por dentro de cânions de areia. Parte que ficou para uma próxima viagem.

Dante’s View

Dante’s view é o ponto mais próximo de quem vem de Vegas e oferece uma vista panorâmica no parque.

Desolation Canyon

A melhor parte da nossa viagem foi quando desviamos um pouco dos pontos turisticos tradicionais e fizemos a trilha chamada Desolation Canyon.

Death Valley
Desolation Canyon no Death Valley

A trilha fica no trajeto entre o Furnace Creek e o Bad Water. São 9km e a paisagem é digna de um parque como Death Valley. Dá um look nas fotos e olho o duro danado que a gente deu pra ter este vistão!

Dentro do Death Valley, os preços dos hotéis são bem elevados é preciso reservar com bastante antecedência, como eu queria muito conhecer a cidade fantasma Rhyollite, nós ficamos na cidade de Beatty que fica 40 minutos do Furnace Creek, já faz parte do estado de Nevada, mas é do ladinho do Death Valley. Ficamos hospedados no Motel 6, nada demais, mas como a intenção era chegar tarde e sair cedo, atendeu nossas expectativas, principalmente porque a região em volta era cheia de cassinos, restaurantes e supermercado.  Acordamos cedinho, tomamos café e bora pra Rhyollite.

Rhyollite a cidade fantasma ao lado do Death Valley

Rhyolite é uma cidade fantasma que fica ao lado de Death Valley. A cidade surgiu no início de 1905 com milhares de pessoas em busca de ouro. Depois que a matéria prima se esgotou os garimpeiros foram obrigados a mudar e o local ficou abandonado. Rhyollite já foi cenário de vários filmes e hoje é a cidade fantasma mais fotografada da Costa Oeste. É super legal conhecer esta cidadezinha e vai rolar um post do que você pode ver por lá!

Death Valley
Rhyollite – a cidade fantasma ao lado do Death Valley

Aventura no Vale da morte – Titus Canyon Road e Leadfield Ghost Town

Entrando no parque novamente, vimos uma estradinha que super chamou nossa atenção e não pensamos duas vezes para sair da rota tradicional. A estrada chama Titus Canyon Road e são 24 milhas – 39km.

Death Valley
Titus Canyon Road

As vistas da estrada eram maravilhosas.

Off road no Death Valley

Mas o que acontece era que o carro do nosso amigo, Fernandinho, era super baixo. Mas este é o tipo de estrada que combina mais com um 4×4.

Death Valley
Titus Canyon Road – Death Valley

Em determinados momentos parecia que o carro não iria dar conta. A estrada era de mão única, não tinha como voltar e não passava absolutamente ninguém por lá…gente, começou a dar medo!

Death Valley
Paisagem linda do deserto da California

Já pensou ter que passar a noite no meio de uma casa fantasma no Vale da Morte? :O

Death Valley
Leadfield – Ghost Town no meio do Death Valley

Se você quer aventura de verdade, fica a dica!

Death Valley
Eu, o maridão, Fernando e Jeanifer

Quando vimos o asfalto de novo até paramos para celebrar 😀 Pensa no alívio 😛

Death Valley
Nossos parceiros das viagens – Fanfi e Fernando

Já no caminho de retorno pra San Francisco, almoçamos no Stovepipe. Lá tem um dos hotéis do parque e o restaurante é aberto ao público. Estava uma delícia, tem cerveja artesanal e tudo 😀 O bar é no estilo velho oeste, super estiloso 😀

Death Valley
Almoço no Stovepipe Village

Mosaic Canyon

Pra fechar com chave de ouro, visitamos o Mosaic Canyon que é onde tem os canyons mais bonitos de todo o Vale da Morte.

Death Valley
Mosaic Canyon no Death Valley

Há duas trilhas para escolher no lugar e fizemos a mais curta delas, é uma milha e meia de caminhada a partir do estacionamento no meio das pedras e canyons, o lugar é incrível!

Death Valley
Mosaic Canyon no Death Valley

E do ladinho do carro, pra ficar na memória, encerramos o passeio no parque com esta foto. Quer imagem melhor pra representar a Vale da Morte?

Death Valley
A cara do Death Valley

Dormimos na cidade de Ridgecrest neste dia e na manhã seguinte, pegamos o dia todo de estrada para retornar pra San Francisco.

Leia também: Dicas para planejar a viagem ao Death Valley

A Mary, nossa parceira do Hotel California Blog acabou de voltar do lindíssimo Joshua Tree e conta tudo sobre a viagem dela no deserto no Canal California. Confira o vídeo!

Conhecer o Death Valley foi uma experiência fantástica e super recomendo incluir um deserto na sua viagem pela Califórnia!

Waldana
Waldana
Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.

1 COMENTÁRIO

Fechado para comentários.

Leia Também

Ilha dos Flamingos em Aruba

Tudo que você precisa saber para visitar a ilha dos flamingos...

0
Planejando uma viagem para Aruba? Neste post vou te contar tudo o que você precisa saber para visitar a famosa ilha dos Flamingos em Aruba.
Skydiving em Dubai - em cima da ilha The Palm

Skydive em Dubai, a experiência de saltar em cima do cartão...

0
Eu pulei de um avião e tenho a foto mais linda da vida! Saiba como é a experiência de fazer Skydive em Dubai.
Gold Cappuccino no Atmosphere restante do Burj Khalifa em Dubai

A experiência de tomar o café com ouro em Dubai

0
Pega turista ou uma experiência imperdível? Neste post conto sobre a experiência de beber o café com ouro em Dubai.