Um restaurante super exótico, conhecido por sua decoração maluca e por ser um ambiente fértil para empresas de tecnologia. Conheça o Buck’s, o restaurante mais famoso do Vale do Silício!

Bucks restaurante
Bucks restaurante

Buck’s of Woodside – o restaurante mais popular do Vale do Silício

Bucks restaurante em Woodside
Buck’s restaurante em Woodside

Se você perguntar pra qualquer pessoa sobre um restaurante que ninguém pode deixar de conhecer no Vale do Silício, a resposta é unânime: Buck’s em Woodside. O proprietário Jamis MacNiven se tornou uma das figuras mais ícones da região. Seu restaurante não tem nada de moderninho, mas suas paredes tem muitas histórias para contar.

Bucks restaurante
Bucks restaurante

Sobre o restaurante Buck’s of Woodside

Buck’s é logo depois da Sand Hill Road, a avenida onde se concentram os investidores do Vale do Silício. Como não haviam muitas opções de restaurantes na região na época em que Buck’s abriu, em 1991, este era o lugar que empresários se encontravam pra um almoço, um café pra falar de negócios ou um happy-hour depois do expediente. Quando quando o boom da geração pontocom começou em 1995. Buck’s já era o principal ponto de encontro pra reuniões fora do escritório no Vale do Silício.

Bucks restaurante
Plaquinhas divertidas nas paredes do Bucks

Quando digo que as paredes tem muitas histórias pra contar, falo em ambos os sentidos. O proprietário diz ter testemunhado alguns dos momentos mais monumentais da história da tecnologia. Desde as primeiras demonstrações do PayPal até a incorporação do Hotmail. Ps. Paypal surgiu em uns 10 cafés do Vale 😛

As histórias são tantas que em 2003, a revista Forbes nomeou o Buck’s como um dos principais restaurantes para se fazer negócios no Vale do Silício. “Breakfast at Buck’s” também se tornou o título de introdução do livro The Startup Game, de Bill Draper. O lugar é referência na mídia quando o assunto são ideias que viraram grandes negócios entre uma refeição e outra.

Bucks restaurante
Lançamento do Windows em 1983, cd’s, chips e celulares nas paredes do Buck’s

Além disso, não só as paredem que falam por lá. As paredes, o teto, o chão, tem uma boa história por tráz de toda a decoração.

Bucks restaurante
Unicórnios no teto do Buck’s

A decoração maluca do Buck’s

No teto você vai ver unicórnios, aviões, austranonautas e jacaré surfando 😛

Bucks restaurante
Bucks restaurante

No chão, precisa tomar cuidado para não tropeçar em crocodilos. Sim, eu quase fiz isso! 😛

Bucks restaurante
Cuidado com os crocodilos no chão do Buck’s

Nas paredes, muitas coisas! Objetos de valor real, histórico, monetário.

Bucks restaurante
Paredes do Buck’s

Logo na entrada você vai ver a Estátua da Liberdade, o bar com uma cabeça de búfalo e botas de cowboy, chapeús no lugar das luminárias, coleções de gaitas, dinheiro de diferentes países.

Bucks restaurante
Decoração do bar no Buck’s

Um pouco brega talvés, mas tudo muito curioso de certeza!

Bucks restaurante
Bucks restaurante

Jamis MacNiven, o proprietário do Buck’s of Woodside

Jamis MacNive era artista, construtor e um figurão. O tiozão loiro de olhos claros, nasceu no Japão, seus pais eram missionários presbiterianos e rodavam o mundo tentando converter pessoas. “Eles conseguiram converter duas em cinco anos” zoa ele.

Jamis morou em Hokkaido, no norte do Japão, que é praticamente na Rússia, ele viajou o mundo onde colecionou coisas de todos os tipos e lugares.

O Bucks’s começou quando Jamis estava insatisfeito com os restaurantes locais e quis por a mão na massa e usar suas habilidades de construtor para montar seu próprio negócio, onde poderia compartilhar suas histórias.

Bucks Woodside
Plaquinha do Buck’s nas paredes do restaurante

Jamis MacNiven, costumava interagir com os seus clientes que ficavam curiosos com os objetos, aos poucos muitos costumavam chamar o empresário de amigo e a decoração foi aumentando com a doação de amigos que queriam retribuir o carinho, ou desconhecidos que gostariam de entrar pra história.

Dizem no Vale que todo mundo já comeu no Buck’s um dia, exceto Steve Jobs. De acordo com MacNiven, Steve Jobs foi um dos poucos ícones do Vale do Silício que nunca pisou no seu restaurante. Mas ele tem uma explicação: ele e Steve Jobs tiveram uma “desavença” nos anos 80, quando trabalhava como construtor. Jobs queria um nível de qualidade que MacNiven nunca foi capaz de entregar, então o relacionamento entre os dois não durou 😛 Mas ele afirma que até Mel Gibson é um visitante freqüente de Buck’s.

Bucks restaurante
O tênis de 20 mil, número 43 doado para o Buck’s

Muitas startups ganhavam investimentos de investidores do Vale e logo simples visitantes se tornaram CEO’s poderosos, então o que não vai faltar são lendas de empresas que surgiram ali naquele ambiente pra lá de inspirador.

A visita no Buck’s of Woodside

Minha primeira impressão no Buck’s foi WTF! Que porra é essa?!

Bucks restaurante
Bucks restaurante

Olhei pro teto e tinha um astronauta, dei um passo pra tráz e tropecei num crocodilo. 😛

Bucks restaurante
Astronauta e muitos itens da Nasa no Bucks restaurante – ele tem uma versão biblica pra explicar tudo isso

A garçonete me encaminhou pra mesa e trouxe um cardápio que trazia notícias sobre as crianças da Àfrica na capa e um café passado, café da cafeteira, preto, bem simplão.

Menu no Bucks
Menu do Bucks restaurante

Os pratos são em torno de $14, o café $3,75 – caro! Pedi um omelete, que vem no tamanho família, acompanhava batata e frutas ou torradas. Penso que o prato gigante e o café free refil é uma estratégia pra dar tempo de bolar um plano de negócios 😛 Gente, muita comida!

Bucks restaurante
Bucks restaurante

A comida é ok, nada demais. O omelete e o café com taxas e gorjeta, deu $22.

Pelo que falei com o pessoal por lá, parece que o restaurante foi vendido, mas eles se defendem: a história deste lugar nunca vai mudar! O Buck’s será para sempre o Buck’s! 😛

Buck's
Ambiente no Bucks restaurante

Onde fica o Buck’s of Woodside?

O restaurante fica no endereço: 3062 Woodside Road, na cidade de Woodside. O horário de atendimento é das 7 às 9 durante os dias de semana e das 8 às 9 nos fins de semana e feriados.

No site diz, nós estamos abertos o dia inteiro todos os dias, exceto no Natal, as empresas que tem grana geralmente fecham o dia todo neste dia. Dias esquisitos como a véspera de Natal e Dia de Ação de Graças fechamos às 13:30 ou abrimos às 8. 😛 Na dúvida chega lá às 10 da manhã que tá tudo certo! 😛

Se você acha que já viu de tudo nesta vida, vai no Buck’s, lê com atenção as paredes e depois conversamos! 😀

Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.

Comentários

comentários

2 Comentários

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here