HomeDicas de ViagemComo entrar nos Estados Unidos sem pegar fila? Saiba mais sobre o...

Como entrar nos Estados Unidos sem pegar fila? Saiba mais sobre o Global Entry

-

Quem já viajou para os Estados Unidos sabe o quanto é tenso ter que passar pela entrevista da imigração. Como se não bastasse o frio na barriga de ter algum documento essencial faltando na pastinha, além do receio de não entender o que vão te perguntar, ainda tem a maldita da fila que parece não acabar nunca depois de uma longa viagem. Se você se identifica com uma ou todas as situações acima, saiba que a solução para este problema parece estar com os dias contados com o Global Entry.

Global Entry
Global Entry

O que é o Global Entry?

Quem me acompanha por aqui sabe que recentemente fizemos o Global Entry, que nada mais é que um cartãozinho te dá uma espécie de entrada VIP sempre que chegar aos Estados Unidos. Ao invés de você ter que entrar naquela longa fila onde todos os passageiros que acabaram de passar por uma noite mal dormida tem que aguardar para fazer entrevista, você dá aquela cortada na fila junto com os comissários de bordo, dá uma piscadinha pra máquina (Sim, nem o cartão você precisa mostrar), a máquina tem reconhecimento facial e é só tirar a foto, aí já sai um papel com aquela foto nada digna de Instagram e pronto. Basta entregar o papel impresso na máquina pro agente, que se tiver de bom humor, vai te dar as boas vindas aos Estados Unidos.

Quem pode fazer o Global Entry?

Até então somente moradores dos Estados Unidos ou portadores do green card estavam legíveis para fazer o documento. Mas recentemente, o programa está também aberto para cidadãos de mais de 12 países, que mesmo não residindo nos EUA, também podem fazer o documento. E o Brasil, é o mais novo país a fazer parte deste grupo! Yay 😀 O foco do Global Entry é na verdade facilitar a vida de quem viaja com frequência e além da fila de entrada no país, quem possui o cartão pega uma fila especial para fazer o raio-x, onde geralmente não é necessário tirar computador da mala, e nem calçado. Você pode adicionar o número do cartão logo ao comprar a passagem aérea, que o teu cartão de embarque da cia aérea já vem com o “TSA Precheck” destacando para que mais uma vez, você pode passar pela área privilegiada, onde geralmente tem 3 e não 300 pessoas na sua frente e ninguém passa a mão no seu corpitcho.

Como fazer o Global Entry?

O Global Entry é bem semelhante a um visto. Você precisa entrar no site, preencher um bocado de informações, pagar uma taxa, e quando pré-aprovado, tem que agendar e fazer uma entrevista presencial. Aí se der tudo certo, o número do cartão sai na hora e você já pode sair usando, e o cartão oficial (que nos EUA também pode ser usado como ID oficial), é enviado para o seu endereço. No caso de turistas acredito que pode sair na hora, ou será preciso enviar para um endereço a combinar.

Este é o site oficial para fazer o Global Entry. Você receberá um e-mail de pré-aprovação (ou não) depois de alguns dias, e aí já pode agendar a entrevista. Quando agendamos a nossa, tinha alguns aeroportos que tinha pro dia seguinte, mas em San Francisco a primeira data era pra 3 meses. Se isso acontecer com você, a dica é tentar de tempos em tempos, porque as vagas vão liberando e não tem muita lógica. Também não consegui agendar junto com o marido (e olha que tentei viu?), aí resolvi ir com ele, que não é ideal, mas abriram uma exceção e depois de aguardar todo que tinha agendamento, consegui fazer a entrevista. Aí liberei minha vaga pra outra pessoa que provavelmente estava na mesma situação. O moço que me entrevistou foi bem querido, foi bem tranquilo.

Como é a entrevista do Global Entry?

O ideal é fazer a entrevista na chegada no aeroporto, o que eles chamam de Enrollment on Arrival, que traduzindo é cadastro na chegada. Basta você se identificar na entrada, que eles te encaminham para um guichê específico para a entrevista. (lembrando que você já precisa ter feito as etapas anteriores e estar pré-aprovado para entrevistar), mas você pode também agendar em uma das datas disponibilizadas no portal e comparecer no dia e hora marcada, tem uma salinha específica e placas sinalizando Global Entry no aeroporto. Quando você preenche as informações no site oficial, para ser pré-aprovado eles fazem um background check, que basicamente eles sabem até a cor da sua calcinha 😛 Brincadeiras a parte, você tem que listar países que viajou, empresa que trabalha, vistos que já teve, endereços que já morou e por aí vai. Aí eles checam se tudo que você falou é verdade e a entrevista é muito mais uma seção de alertas. Depois de fazer umas perguntinhas básicas eles te lembram que o Global Entry é um voto de confiança dos EUA em você, portanto, se você tiver trazendo bens, sementes ou qualquer outra coisa que precise de declaração, deve sempre falar a verdade, pois não há problema nenhum em trazer, o problema é omitir ou mentir. Caso contrário, você perde a confiança, e com ela, o privilégio e benefícios do seu cartão Global Entry.

Meus filhos podem me acompanhar se eu tiver o Global Entry?

Não! Outra coisa que eles ressaltam é que o cartão é individual e não se estende ao pai, filhos ou melhor amigo. Todos terão que pegar fila como qualquer outra pessoa se não tiverem o cartão, não podem te acompanhar na área VIP.

Quanto custa para fazer o Global Entry?

Brasileiros precisam pagar $100 por pessoa. Assim como o visto, o valor é individual (crianças pagam igual), você corre o risco de não aprovarem e caso neguem, o seu dinheiro não é reembolsado. No meu caso com green card, o valor foi $175. Eu só não vou reclamar do preço pois fiquei sabendo deste programa por ser um benefício do cartão de crédito Amex, onde pagando com o cartão, eles reembolsam 100% da taxa. Fica a dica pra você checar com o seu 😉

Preciso de visto se tiver o Global Entry?

Sim, o visto é o primeiro requisito para um Brasileiro fazer o Global Entry. Veja aqui os países legíveis e requisitos solicitados para fazer o documento.

Qual a diferença entre Global Entry e TSA Pre

Os americanos fazem o TSA Pre para viajar dentro do país, que é um meio dos viajantes frequentes evitar filas, já que eles foram “pré checados”, leia-se – sabem de cor e salteado o que podem ou não levar na bagagem de mão e não precisam tirar calçado ou fazer uma revista uma revista mais robusta na mala. Fazendo o Global Entry, o TSA Pre está incluso.

Global Entry vs TSA Pre vs Clear

Existe também o Clear, para quem quer evitar uma fila ainda antes do raio-x, onde revistam o seu cartão de embarque e sua identidade. Perguntamos na entrevista se era necessário fazer e eles disseram que não tem necessidade.

Como entrar nos Estados Unidos sem pegar fila

Se você tiver o Global Entry, poderá entrar nos Estados Unidos sem pegar fila. O que você vai precisar é do número do cartão. Logo depois da entrevista o agente só anotou o número e nos deu em um papel simples junto com um folheto explicando sobre o programa. Com o número já conseguimos comprar a passagem adicionando os detalhes. O número do cartão é solicitado próximo do número de fidelidade da cya. Aí no aeroporto, ao fazer o check in, eles já terão o número do seu cartão no sistema, e ao entrar nos EUA, basta ir na máquina e tirar sua foto que eles já sabem a cor da sua roupa de baixo, lembra? O cartão em si, carregamos mais por garantia caso alguém pedisse, mas não é essencial para viajar.

Waldana
Waldana
Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.

2 COMENTÁRIOS

Fechado para comentários.

Leia Também

Ilha dos Flamingos em Aruba

Tudo que você precisa saber para visitar a ilha dos flamingos...

0
Planejando uma viagem para Aruba? Neste post vou te contar tudo o que você precisa saber para visitar a famosa ilha dos Flamingos em Aruba.
Skydiving em Dubai - em cima da ilha The Palm

Skydive em Dubai, a experiência de saltar em cima do cartão...

0
Eu pulei de um avião e tenho a foto mais linda da vida! Saiba como é a experiência de fazer Skydive em Dubai.
Gold Cappuccino no Atmosphere restante do Burj Khalifa em Dubai

A experiência de tomar o café com ouro em Dubai

0
Pega turista ou uma experiência imperdível? Neste post conto sobre a experiência de beber o café com ouro em Dubai.