Tem dúvidas se é melhor estudar inglês em San Francisco ou no Vale do Silício? A Mayra fez aulas nos dois lugares em diferentes instituições e neste post compartilha com a gente como foi o programa da ELS de Cupertino.

Curso de inglês na ELS de Cupertino

Recentemente tivemos o depoimento da Mayra que nos contou como é estudar inglês na EC em San Francisco. Depois de mudar pra região do Vale do Silício, ela optou por fazer o curso da ELS em Cupertino e mais uma vez compartilha com a gente como foi esta experiência.

ELS de Cupertino
ELS Cupertino. Foto: Mayra

Optei pela escola ELS de Cupertino, também conhecida como ELS Silicon Valley por ser perto da minha casa e a experiência foi bem diferente da anterior. Nesta ocasião, eu estava com visto de turista. Assim, a escola só permite fazer cursos com uma carga horária inferior a 18 horas semanais. Minhas aulas eram somente até às 12:20, o que me deixava com bastante tempo livre durante o dia. Com o visto de turismo, a cobrança pela presença é bem menor, já que a escola não precisa justificar a presença do aluno para que ele possa manter o status de estudante. O interesse é seu em aprender.

Intercâmbio na ELS de Cupertino

Como a escola está localizada nas proximidades do campus do De Anza College, ela serve como um centro de apoio pros estudantes que precisam alcançar um determinado nível do idioma para entrar no college e a faixa etária dos alunos é mais baixa. Grande parte dos estudantes são jovens aprendendo o idioma com o objetivo de frequentar os cursos do college ou de outras faculdades da região.

ELS de Cupertino
Alunos na ELS em Cupertino. Foto: Mayra

Não sei dizer se todas as outras unidades da rede seguem este padrão, mas minha impressão é que o foco da escola são alunos interessados no inglês acadêmico. As aulas era mais formais e eles  trabalham bastante a questão da leitura de livros.

Embora os estudantes sejam mais novos, em Cupertino a porcentagem de estudantes brasileiros é bem menor que em San Francisco. A maioria dos estudantes eram asiáticos e indianos.

*A ELS possui parceria com mais de 650 universidades nos EUA, Austrália, Canadá, Europa, India e Malásia.

Aulas na ELS de Cupertino

Quanto a metodologia da ELS, a maior parte das aulas é voltada para gramática, o que não deixa de fora a pronúncia e inclui 1 hora diária com foco no vocabulário. Entretanto, as aulas não são distribuídas de acordo com a necessidade dos alunos para aprimorar as habilidades que cada estudante tem mais necessidade, como listening, vocabulário ou escrita, por exemplo. A estrutura das aulas é a mesma para todos independente da sua dificuldade.

Todos os dias, uma das aulas era no laboratório de informática e tinha apresentações sobre um determinado assunto, onde usávamos o microfone para treinar como falar em público. As aulas eram seguidas por exercícios escritos referentes ao mesmo tópico e os alunos tinham metas para serem alcançadas. Uma das professoras ficava na sala acompanhando e ajudava nas dúvidas, checando e conferindo se as nossas metas eram alcançadas.

* As aulas de inglês possuem 12 diferentes níveis – do iniciante ao máster. O curso de inglês geral para alunos com visto de estudante é das 8:30 às 15:45 de segunda à sexta.

*Além do curso de inglês e intensivos, a escola do Vale do Silício oferece cursos para executivos, cursos para preparação acadêmica e o American Explorer, mais voltado para inglês para viagem.

Escola ELS em Cupertino

A estrutura da escola conta com lounge para refeições e convivência, salas de aula, recepção, área administrativa, sala para seminários e laboratórios de informática.  As atividades extras são programadas através de um calendário mensal e entregue pros alunos no primeiro dia de aula. No entanto, os professores não acompanham nas atividades extras. Além da programação, eles colocam dicas nesse calendário, como por exemplo: feiras, convenções e museus que são free na cidade e os alunos podem frequentar por conta. Durante a tarde, a escola oferece aulas extras no laboratório de informática, como: cinema e workshop de escrita.

ELS de Cupertino
Karaoke com o pessoal da escola ELS em Cupertino. Foto: Mayra

Os professores são muito bons, mas como a maioria dos estudantes eram bem jovens, algumas aulas o debate não fluia, já que a dinâmica da aula dependia muito da atitude dos alunos. 

ELS de Cupertino
ELS em Cupertino. Foto: Mayra

No final de cada mês, era realizado uma prova de avaliação para verificar a evolução de cada aluno. A cobrança era pesada, toda sexta-feira além de treinar para a prova mensal, também tinha a avaliação geral individual.

Assim como as demais escolas, a ELS também tem um profissional disponível para auxiliar nas questões relacionadas ao visto de estudante ou renovação do curso (que pode ser pago mês a mês). Eles te ajudma com assuntos pessoais e fazem a “festa de graduação” dos alunos que estão indo embora, mas não tem beca 😛

Eles também estimulam apresentações como música, poesia, e quase sempre tem pizza por conta da casa.

 

*Além da escola em Cupertino, a ELS tem unidades em San Francisco, Berkeley na Bay Area e diversas escolas espalhadas por todo país.

ELS vs EC

Depois de estudar nas duas instituições, ELS e EC, minha conclusão é que as duas escolas possuem ótimos professores e material didático, preços bem equivalentes no que diz respeito ao curso semi-intensivo. A questão é que a EC tem mais diversidade não só de experiências extras curriculares, mas as aulas tem uma metodologia de ensino um pouco mais lúdica e recreativa, abrangendo não só os estudantes que querem ingressar na faculdade como alunos que só querem aprimorar a conversação.

Como toda avaliação comparativa, a escolha sempre se baseia no tipo de experiência que o aluno deseja ter e do propósito do aprendizado do idioma. É importante ter claro seu objetivo e o tipo de metodologia que melhor se adequa melhor ao seu perfil. Claro que a dedicação do aluno também influencia no aprimoramento da língua, mas é muito importante você se identificar com método de ensino vai te deixar mais motivado.

Obrigada Mayra, mais uma vez por compartilhar seu depoimento com a gente!

Esta pesquisa foi realizada em parceria com as Brasileiras do Vale. Leia mais sobre o projeto: Guia de escolas de Inglês no Vale do Silício e como você pode contribuir!

Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here