Infelizmente não basta apenas querer trabalhar nos Estados Unidos, você também precisa atender uma série de requisitos e saber qual o visto para poder trabalhar no exterior. Saiba quais são estes requisitos e quais são os tipos de vistos de trabalho.

Visto de trabalho

Tipos de visto de traba
Tipos de visto de trabalho

Além de poder trabalhar e viver legalmente nos Estados Unidos durante um período bem maior que a permanência concedida pelos demais tipos de visto, muitas pessoas querem ter o visto de trabalho para conseguir o Green Card que é um cartão de residência permanente nos EUA e te dá o direito de ir e vir como um cidadão americano. Mas qualquer pessoa pode obter um visto para trabalhar nos Estados Unidos.

Quem pode conseguir um visto de trabalho?

Não. Infelizmente não basta querer trabalhar em outros país. A maioria dos profissionais que consegue o visto de trabalho tem educação superior – bacharelado, MBA ou anos de profissão equivalente. Os 3 principais requisitos para obter o visto de trabalho são:

Demanda na área de atuação

Existe falta de mão de obra na sua área nos Estados Unidos? Note que independente de quão boa seja sua formação, se não houver oferta de trabalho para profissionais com a sua experiência profissional, não há razões para que a empresa patrocine seu visto de trabalho. Note também que as demandas são diferentes conforme a região. Por exemplo, digamos que você tenha interesse em trabalhar com empresas relacionadas a gás e petróleo, é provável que no Texas tenha muitas vagas relacionadas, já na Califórnia nem tanto. Então se seu interesse é vir pra Califórnia, este pode não ser o visto ideal. Portanto, o primeiro passo é verificar quais vagas as empresas oferecem e se estas oportunidades se encaixam com o seu perfil.

Qualificação e experiência profissional

Você pode ser um excelente cozinheiro, uma ótima manicure, um garçon extraordinário, mas entenda que muitos americanos buscam este tipo de trabalho e se tem mão-de-obra à disposição, as empresas não vão querer e nem podem solicitar um visto de trabalho para este fim. Existem algumas áreas como por exemplo agricultura, que emite um visto de trabalho temporário, no mais, muitos acabam trabalhando ilegalmente. O visto de trabalho é destinado a estrangeiros com um alto nível de escolaridade ou experiência profissional equivalente para áreas que a demanda não é suprida pelos locais.

Falar inglês fluentemente

Independente do tipo de trabalho, o inglês será essencial para se comunicar com seus colegas de profissão. Se você vier para os Estados Unidos como turista, é provável que embora você passe uns perrengues, seja possível de se virar fazendo uma mímica ou mandando ver no portunhol. Agora, se você quer tentar um visto de trabalho, o desafio do idioma começa logo no currículo que precisa ser bem escrito, depois tem a entrevista que você precisa falar sobre suas experiências profissionais e continua mesmo depois que a contratação é realizada, pois muitas vezes é preciso aprender inglês técnico ou mais formal para conseguir desenvolver suas atividades.

Tipos de visto de trabalho

Cumpre os requisitos acima? Então veja quais os tipos de visto de trabalho você pode tentar:

H1B – Ocupação especializada

O visto H1B Requer que o profissional tenha um diploma de ensino superior ou experiência profissional equivalente. No Vale do Silício é este visto é concedido para diversos profissionais que atuam como engenheiros, matemáticos, cientistas e na área de tecnologia em geral. Mas independente da área é preciso comprovar formação universitária ou qualificações específicas. Cônjuge e filhos recebem o visto H4.

Leia também:

H2B – Trabalhadores Temporários

O visto H2B é destinado a trabalhadores originários de certos países principalmente para trabalhos agrícolas ou sazonais. Muitos mexicanos recebem este visto para a temporada da colheita de laranja por exemplo. O empregador precisa de um certificado emitido pelo Departamento do Trabalho americano confirmando que não há trabalhadores americanos dispostos a fazer este tipo de serviço. Assim, existe uma necessidade de conceder o visto para ter mão-de-obra suficiente.

H3 – Estágios

O visto H3 é para estudantes que vão desenvolver estágios específicos.

L1 – Transferência

O visto L1 pode ser obtido por funcionários que trabalham em empresas que têm escritórios e atuam em ambos os países, geralmente precisa ser um cargo de gerente, executivo, ou em uma posição que exija conhecimento especializado. O Google por exemplo, atua em ambos os países e pode enviar um gerente do Brasil para passar uma temporada trabalhando nos Estados Unidos com o visto L1. Cônjuge e filhos recebem o visto L2.

Leia também: Visto de trabalho L1

O – Habilidade extraordinária

O visto  é para profissionais que possuem alguma habilidade extraordinária para trabalhar em sua área de especialização nos Estados Unidos e pode abranger as pessoas que prestam serviços essenciais e este indivíduo. Uma pessoa com especialização em impressoras 3D por exemplo. É uma habilidade super específica que precisa ser aquele profissional.

P – Atletas

Atletas e membros de um grupo de entretenimento podem fazer o visto P para atuar em uma competição específica. Requer um nível de reconhecimento internacional e também inclui as pessoas que prestam serviços essenciais em apoio a este indivíduo, como treinador, massagista, entre outros.

Q – Intercâmbio

Participante de um programa de intercâmbio cultural internacional.

Para todos os casos de visto desta modalidade, deve existir um vínculo entre o empregado e a empresa que pretende contratá-lo. O futuro empregador deve apresentar um oferta de trabalho, preencher os formulários, anexar documentos, recolher as taxas e comprovar que tem como pagar um salário compatível com o de um trabalhador americano para a mesma função. Depois desta etapa, é preciso aguardar a aprovação da petição. Somente com a aprovação da petição é possível enfim, solicitar o visto de trabalho.

Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.