Vale a pena fazer um investimento em uma escola de inglês cara? Será que compensa estudar em uma escolinha barata? Quem sabe você não se matricula em curso um free mesmo, não é? Se você quer estudar em San Francisco, mas tem muitas dúvidas, neste post fazemos um resumão sobre as escolas de inglês que são consideradas caras, baratas, as que tem um preço médio até as gratuitas. Entenda qual a diferença entre elas e qual a mais adequada para você.

Escolas de inglês caras, baratas, médias e de graça em San Francisco

Escolas de ingles em San Francisco
Escolas de inglês em San Francisco

San Francisco tem várias opções de escolas de inglês, vai encontrar escolas que são super caras até as gratuitas e várias opções entre os dois extremos. Existem alternativas para todos os bolsos. Além disso, cada escola oferece programas com valores diferenciados, um curso intensivo geralmente tem uma carga horária maior e portanto é mais caro, o inglês para negócios é mais focado e muitas vezes as aulas são mais curtas pelo preço do inglês geral. Os valores obviamente vão variar de acordo com o objetivo do seu programa.

Escolas de inglês caras, são melhores?

Não necessariamente. As escolas mais caras oferecem uma infraestrutura diferenciada, mas isto não quer dizer que você vai aprender mais, afinal, como sua mãe já dizia, não é escola meu filho, é o aluno! As escolas que cobram mais caro geralmente oferecem mais recursos que podem ajudar no processo de aprendizagem. Quadros interativos, aplicativos, sistemas online, Ipads, curva de aprendizado, aulas de reforço, reembolso caso o aluno não aprenda, estes são alguns dos itens que algumas escolas oferecem e claro, cobram por isto. Muitos alunos valorizam este “plus” porque estão constantemente em contato com o idioma. Se você acha que estes recursos são importantes pro seu aprendizado, pode ser que este tipo de escola seja a ideal pra você. Quanto custa? A escola Kaplan de San Francisco, por exemplo, cobra em torno de $440 a semana. Ou seja, um mês de curso: $ 1760, o curso apenas! Você mesmo pode fazer uma cotação no site da escola.

O legal é que você estuda com um montão de gente super focada que quase nunca mata aula. Afinal, o cara está gastando $110 mangos por dia praticamente, considerando que a maioria das escolas têm aulas de segunda à quinta! E sim, você provavelmente terá menos coleguinhas brasileiros 😛 Por quê? Porque estamos falando de um curso de mais de 5 mil reais por mês. Não é pra qualquer um!

Uma dica se você que optar por este tipo de curso é olhar o valor do semestre ou do ano acadêmico, geralmente quando você paga mais tempo, o valor por semana acaba sendo mais em conta.

Escolas de inglês baratas, são ruins?

Uma escola de inglês barata cobra por mês o que uma escola cara, cobra por semana. Ou seja, em torno de $500 é a mensalidade de um programa que podemos considerar barato! Se você pegar o valor de um curso para estudante internacional de um college, que geralmente é torno de $3 mil o semestre, o preço é semelhante a estas escolas locais. Para os padrões dos Estados Unidos é um curso “beeem” em conta! Eu já expliquei que não é porque a escola cobra pouco que ela deve ser considerada ruim. Estas instituições geralmente tem uma estrutura bem simples, um único dono, uma ou duas unidades no máximo, não trabalham com agências, portanto não tem gasto com comissões, estratégias de marketing e por isto conseguem oferecer um preço bem acessível. O mais importante é ter certeza que a escola é credenciada e oferece o I-20. Já expliquei com detalhes sobre as escolas mais conta e como você pode economizar no seu intercâmbio nestes posts:

O ruim da escola que cobra pouco é que geralmente a rotatividade dos professores é maior e as turmas geralmente são bem cheias. Mas como sempre repito, a dedicação tem que partir do aluno e você pode sim, ter uma ótima experiência neste tipo de escola.

Escolas intermediárias, o que seria uma escola com um preço médio?

Cursos com valores entre $600 e $1300 tem um preço médio. Estas escolas geralmente tem um meio termo em relação a estrutura, recursos, professores e atendem bem quem tem um pé atrás com os programas super baratos e não quer por a corda no pescoço para pagar uma Kaplan da vida. Muitos destes programas são inclusive comercializados por agências no Brasil.

Já contei aqui, minha opinião sobre fechar um curso com agência ou com a escola. Por trazerem muitos alunos, muitas vezes as agências têm acordos e conseguem valores melhores que as próprias escolas, outras vezes elas cobram um valor pela consultoria – afinal, é pra isto que os agentes trabalham ow! E vale pagar sim, afinal você terá quem xingar caso alguém faça uma m. no seu processo. E melhor, pode xingar em português 😀

Leia também: 

Escolas para estudar inglês de graça em San Francisco, o que você tem a dizer sobre elas?

Já ouviu aquele ditado: já que tá no inferno abraça o capeta? É isto que eu penso sobre estudar inglês no exterior. Para muitas pessoas fazer um intercâmbio e estudar fora é a realização de um sonho e já que você se programa tanto e um dia tem a oportunidade de ir, abre o bolso e paga a porr@ do curso de uma vez! Pardon my French 😛 As escolas gratuitas têm uma carga horária muito inferior – os cursos geralmente são uma hora e meia por dia ao invés de 4 horas o curso de uma escola qualquer. Eu aconselho este tipo de curso pro cara que muda pros Estados Unidos e pode estudar um pouquinho todo dia por muito tempo ou pra quem faz um programa em uma escola particular e usa estas aulas pra complementar o aprendizado. Você corre o risco de não vaga na turma, de ter uma turma lotada onde você terá pouca atenção, de estudar com o tiozinho que precisa rodar a manivela pra sair uma frase,  com um montão de asiático que fala “sankiu” no lugar de “thank you” e por aí vai. Se você está pensando em estudar por um curto período, aí sim, é que este curso não serve pra você, o aprendizado é lento no curso grátis. Pense nisso na hora de fazer suas escolhas.

Leia também: 

Informações sobre datas de início das aulas e detalhes sobre os cursos acima devem ser verificados diretamente no site das escolas, ok?

Quanto tempo preciso para falar inglês fluente?

Um ano ou uma vida! Não se engane achando que você vai estudar inglês por 1, 3 ou 6 meses e vai ficar fluente, seu inglês vai melhorar e pode melhorar muito, mas para ter fluência, é preciso estudar pra caramba, ler livros, falar sempre que puder, ouvir o tempo inteiro e conviver dia-a-dia com o idioma. Eu estudei por 4 anos no Brasil, quando cheguei nos Estados Unidos ninguém me entendia e eu não entendia ninguém. Voltei pras aulas e foram muitas delas. Percebi que depois que você aprende inglês, você começa a trabalhar e precisa de inglês técnico, agora não é só saber falar com pessoas, talvez você precise escrever de um jeito mais formal, precise aprender um vocabulário mais técnico e não é só traduzir, mas falar no linguajar dos americanos, entende? Com o tempo convivendo com os locais, indo em eventos, vendo TV, ouvindo música, lendo reportagens, estudando em diversas escolas, o contato com o inglês me ajudou a melhorar. Mas quer saber? Nunca vou achar que sei o suficiente! 🙁 Let’s keep trying! 😀

Se eu puder te dar um conselho, independe do tipo da escola e preço do curso, faça o que funcionar pra você. Mas não dê bobeira, se você vai estudar fora, não desperdice a oportunidade de aprender.

Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.