Já pensou em fazer um intercâmbio na Califórnia com a família inteira? Francine resolveu juntar sua vontade de aprender inglês, o desejo do marido de ficar próximo do ambiente das startups e a oportunidade de proporcionar uma experiência diferenciada para os filhos e trouxe a família toda para fazer um intercâmbio. Neste post ela compartilha com a gente como foi fazer um Intercâmbio com os filhos, os aprendizados e aventuras na terrinha que hoje ela chama carinhosamente de SanFran!

Intercâmbio com os filhos em San Francisco

Francine é Design de Interiores, tem 37 anos e fez o intercâmbio com o marido Celso, Economista de 43 e com os filhos Alexandre, de 9 anos e o Antonio com 6 anos. Confira o depoimento.

A ideia de fazer um intercâmbio em San Francisco com os filhos

Francine com o marido e os filhos em San Francisco. Foto pessoal Francine.

No ano passado meu marido e eu decidimos tirar férias de maneira diferente e aproveitar o tempo de recesso de julho das aulas dos nossos filhos para proporcionar a eles um mini intercâmbio.

A escolha do destino já estava em nossa cabeça: Sao Francisco. E para lá fomos! Eu, meu marido e nossos filhos de 9 e 6 anos, passar 40 dias.

Por que escolher San Francisco como destino do intercâmbio

Escolhemos São Francisco como destino do intercâmbio por duas razões: A primeira, este era o local que meu marido queria muito passar um tempo devido ao grande número de startups, pois ele é CEO de uma empresa de Tecnologia no Brasil. O segundo motivo é porque em 2014 passamos 5 dias por lá e ficou um enorme gostinho de quero mais!

Onde se hospedar durante o intercâmbio em San Francisco

Alugamos um apartamento pelo Airbnb e a experiência foi excelente. Escolhemos o bairro Sunset, por ser mais residencial e próximo de uma das entradas do Golden Gate Park.

Onde estudar inglês em San Francisco

Infelizmente não encontrei um programa de summer school – escola de verão para os meninos, então, meu marido e eu intercalamos 2 semanas de curso de Inglês. Enquanto um de nós estudava o outro ficava com as crianças. Escolhemos a escola Advanced English Academy que era a mais próxima do nosso endereço. Apesar de ler alguns blogs falando mal da escola, eu não posso reclamar. Meu professor foi sensacional e apesar de pouco tempo, eu pude aproveitar bastante as aulas.

Como as aulas eram de manhã, das 9h às 13h, deixávamos para o período da tarde os passeios. Fiz a programação do nosso  “intercâmbio”  de maneira que a cada dia faríamos uma visita em algum ponto turístico. Tínhamos tempo de sobra para conhecer bem cada lugar.

Leia também:

O que fazer em San Francisco

Exploramos nosso bairro logo nos primeiros dias e coladinho com nosso apê descobrimos a famosa Tiled Steps, uma escadaria que liga uma rua a outra e foi toda feita de mosaicos pela comunicadade local.

Step Tiled em San Francisco
Foto da família na Tiled Steps. Foto pessoal Francine

Visita aos parques em San Francisco

São Francisco oferece os melhores parques e praças para fazer picnics, por isso não podiamos ficar de fora e fizemos vários pics. Uma dica: como não pode consumir álcool em locais públicos, eu comprava um vinho de caixinha que era bem saboroso por sinal. Visitamos tudo: Do Golden Gate ao Dolores Park, os passeios eram simples, mas sempre muito divertidos. A maioria dos parques tem playground para as crianças.

Visita aos museus e pontos turísticos

Passeamos pelos museus: Califonia Academy of Sciences, Young Museum, SFMoma, Museu da Disney, Legion of Honor e é claro que passamos por todos os principais pontos turísticos como Union Square, Lombard St, Chinatown, Painted Ladies, Presidio, Palace of Fine Arts, Cliff House, Golden Gate Bridge, Twin Peaks, Aquarium, Zoo, Ferry Billding, entre outros.

intercambio com os filhos
Antônio e o Alexandre na Union Square em San Francisco. Foto pessoal Francine

Leia também: 

Também caminhamos muito por SanFran e conhecemos muitos lugares descolados como o Biergarten na Hayes Valley, as lojas e restaurants da Valencia St – onde fica a Dandelion – the best house of chocolat, os Coworkings e cervejarias do SOMA, as lojas hippies, a Amoeba da Haight St e por aí vai!

intercambio com os filhos
Meninos se divertindo na Lombard St. Foto pessoal – Francine.

O que você não pode deixar de visitar nos arredores de San Francisco

Alugamos um carro para conhecer Napa e o Yosemite, dois lugares que renderiam dois posts de tanto que amei!  Pelas redondezas de SanFran também demos uma rodada e conhecemos lugares incríveis, como Stanford, Berkeley, Muir Woods, Tiburon, Sausalito, Mountain View, Vallejo, Alcatraz, todos esses lugares tem coisas interessantes para ver ou fazer!

Leia também:

Alimentação das crianças em San Francisco

Como viajei com as crianças, alimentação era algo que me preocupava. Então procurei cozinhar quase todos os dias e graças ao estilo healthy food dos californianos, São Francisco oferece os melhores produtos que você pode imaginar nos mercados. A maior parte deles orgânicos. Sempre fazia minhas compras no Andronicos ou no Whole Food e quando dava iamos as feirinhas locais, como a do Fort Mason.

Conclusão sobre o intercâmbios com os filhos em San Francisco

Tentei resumir um pouco de cada coisa que fizemos em SanFran pois se eu fosse escrever tudo que fizemos, não caberia em um post só. Muita gente me questinou antes de irmos, se 40 dias não era muito tempo para passar em um local só, ainda mais com as crianças. Minha resposta: Definitivamente não, pelo contrário, daria para ficar mais 40! Afinal, nossos 40 dias foram inesquecíveis.

Foi uma experiência única para nós e nossos filhos, pois conseguimos preencher todo nosso tempo com muito aprendizado, diversão e um novo olhar para a cultura Americana, além de termos passado um tempo tão longo bem juntinhos, já que a vida louca em São Paulo não nos proporciona tal situação!

Voltamos completos e prontos para outra!☺

Obrigada Francine, esperamos que você possa vivenciar experiências fantásticas como estas muitas outras vezes. Conte sempre com as dicas do blog quando o destino for a Califórnia!

Inspirada por uma das lições mais valiosas do Vale do Silício: dê o seu melhor que a vida retribui, resolveu juntar sua experiência no segmento educação internacional, seu amor por viagens e seu entusiamo por novos negócios criando o blog para compartilhar um pouco de tudo que sabe e aprende todos os dias.

Comentários

comentários

4 Comentários

  1. Olá Waldana! Eu tenho um dúvida, será que você poderia me ajudar?! Quero ir ano que vem fazer intercâmbio por 3 meses com meu marido e gostaria de saber se ele recebe um visto de dependente ou um visto de turista, caso ela receba um visto de dependente e resolver estudar também depois, ele pode mudar seu status para estudante e se puder é um processo burocrático e demorado? Desde já agradeço!

    • Olá Indiara,
      Se você fizer o visto de estudante, F1, seu marido pode acompanhá-la como dependente – com o visto F2. Com o visto F2, ele pode estudar desde que o curso tenha menos de 18 horas semanais.
      Se ele quiser alterar o status do visto de turismo para estudante ou de F2 para F1 para fazer um curso em tempo integral quando estiver nos EUA, aí sim, o processo é democrático e demorado.
      Att,
      Wal.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here